Buscar
  • Carolina Mezalira

5 mulheres fodonas de séries de TV

Hoje, 8 de março, é dia de celebrar elas, as mulheres do nosso mundo! E é claro que o Fendageek não deixaria essa data tão importante passar e, em uma colaboração entre algumas das redatoras incríveis do nosso site, separamos uma lista de mulheres poderosíssimas de séries de TV - Com ou sem superpoderes!


Se você adora enaltecer aquela protagonista feminina f*da, vem conferir cinco nomes que mereciam (e muito) essa menção honrosa.


1) Wanda Maximoff (WandaVision)

(escrito por Carol Maia)

Cá entre nós, Wanda infelizmente não era uma super-heroína muito relevante dentro do universo cinematográfico da Marvel (apenas para os fanáticos pelas HQs), porém, depois do lançamento de WandaVision, a visão de todos em relação à Feiticeira Escarlate mudou da água para o vinho. Afinal, não só divertida e carismática, ela também faz de tudo pela sua família.


E nesse Dia das Mulheres não podemos deixar de relembrar a sua trajetória como mulher, que teve que lidar com muitas perdas e abusos. Para superar seus traumas, Wanda acaba criando uma cidade imaginária, onde vive com todos os seus entes queridos. Além disso, contamos com a interpretação brilhante de Elisabeth Olsen, mostrando como ela é uma mulher poderosíssima.


Por sorte, continuaremos a acompanhar a trama da personagem em Doutor Estranho no Multiverso da Loucura.


2) Sara Lance (Legends of Tomorrow)

(escrito por Giulia K. Rossi)

Heroína, mestre das artes marciais e capitã de uma nave espacial que viaja no tempo, Sara Lance (Caity Lotz) é uma mulher para lá de poderosa, então é claro que ela entraria nessa lista!


A evolução de Sara de uma garota festeira e mimada para uma líder empática e sábia é muito bem construída, facilmente tornando-a uma das protagonistas mais amadas das produções da DC (mesmo que a bizarrice de Legends coloque a série quase que em uma categoria à parte…).


Além disso, a personagem não é só um símbolo de empoderamento feminino, como é muito importante para a representatividade LGBTQIA+ na televisão, sendo uma das poucas protagonistas em séries de ficção assumidamente bissexual e em um relacionamento amoroso duradouro com uma mulher. Ponto para o vale!


3) Santana Lopes

(escrito por Mariana Franco)

Santana é descendente de imigrantes latinos e sempre se orgulhou de tal característica, com sua personalidade forte e debochada e sua voz poderosa, é a única que se impõe sobre a protagonista Rachel Berry (Lea Michelle), ganhando até uma versão de Don´t Rain On My Parade, música que era "exclusiva " de Berry , deixando os fãs enlouquecidos.


Ela interpretou alguns dos covers mais icônicos de todo o seriado, como Valerie de Amy Winehouse e um dueto de arrepiar com Grant Gustin (The Flash) de Smooth Criminal de Michael Jackson. Além de tudo isso, a personagem é lésbica e teve um relacionamento com Britanny (Heather Morris), o que em 2009 foi um grande marco para a comunidade.


E essa é uma singela homenagem tanto a Santana quanto a Naya Rivera, que interpretava a personagem e infelizmente faleceu em 2020 com apenas 33 anos.


4) Eleven (Stranger Things)

(escrito por Carol Maia)

Eleven com certeza é a personagem feminina mais nova aqui desta lista, porém também é uma das mais poderosas! Em Stranger Things conseguimos acompanhar seu amadurecimento durante as temporadas. No penúltimo ano da série, ela já está uma adolescente, descobrindo os primeiros amores e equilibrando a vida "normal" com os seus poderes.


Não podemos esquecer de mencionar a atuação maravilhosa de Millie Bobby Brown, que se tornou um grande nome e uma grande promessa de sua geração, e dizer o quanto Eleven ensina para todos nós, pois com ela e sua turma aprendemos o verdadeiro significado da amizade.


5) Regina Mills (Once Upon a Time)

(escrito por Giulia K. Rossi)


A gente curte um bom arco de redenção, não é mesmo? E Regina Mills é aquela vilã que adoramos odiar e depois não podemos deixar de simplesmente amar! (até mais do que os antigos heróis da série…)


Once Upon a Time sabia muito bem como convencer o público de que a maldade não nasce em alguém, e sim é formada. Iniciando a sua história como a temida Rainha Má, Regina se transformou em uma líder incrível, que conquistou o coração do público sem esforço.


Com ou sem os seus feitiços, a transformação de Regina é um exemplo de poder, superando os abusos que sofreu na infância e a perda de seu amor verdadeiro, e se tornando uma mãe generosa e uma amiga que qualquer um gostaria de ter. E ainda temos a maravilhosa Lana Parrilla dando vida a personagem!


E aí, o que achou da nossa lista? Comenta aqui se gostaria de ver outras como essa ;)

0 comentário