Buscar
  • daianeohare

Análise | A Barraca do Beijo 2

Atualizado: 27 de out. de 2020

A Barraca do Beijo 2, sequência do longa de muito sucesso da Netflix estreou nessa sexta-feira (24), o elenco original e tão querido por muitos, Joey King (Elle), Joel Courtney (Lee Flynn) e Jacob Elordi (Noah Flynn) voltam nessa sequência que promete encantar os admiradores do gênero. Para apimentar o filme temos os novos personagens Chloe (Maisie Richardson-Sellers) e Marco (Taylor Zakhar Perez) que servirão apenas para abalar o relacionamento de Noah e Elle.

Qual é a do filme?


No primeiro filme, Elle e Noah acabam juntos, no entanto, Noah acaba de ingressar em Harvard, que fica literalmente do outro lado do país, e Elle continua na Califórnia com seu amigo Lee (irmão de Noah) e os dois decidem apostar num relacionamento a distância;


Na sequência, obviamente iríamos acompanhar o relacionamento dos dois, acontece que com suas 2h12 de duração (OMG) o filme tem espaço de sobra pra criar tramas secundárias e as tão não desejadas barrigas no roteiro acabam aparecendo.

Elle acaba não apenas tendo que lidar com seus relacionamento à distância, mas também com preocupações sobre o o vestibular, grana, amizades fragilizadas, ciúmes, concurso de dança, e um novo interesse amoroso. Ufa! Haja folêgo. Sim meus caros, é isso mesmo, com tanta coisa sendo colocada no roteiro acontece que nem tudo acaba sendo trabalhado da maneira que deveria, alguns conflitos acabam se resolvendo de maneira muito rápida.


Comédia teen para ninguém botar defeito


Apesar do roteiro apresentar uma certa previsibilidade e em certos momentos uma reprise do que aconteceu no filme anterior (vide a cena de quando eles retornam ao colégio), o filme é um prato cheio para quem gosta de comédias teens dessas bem açucaradas.


O longa está recheado de cenas e músicas fofas, tem cena de quase beijo, tem moço lindo tocando violão, tem cena de praia, tem tudo que o adolescente moderno gosta. Então se você curtiu de A Barraca do Beijo 1 certamente a sequência não deixará a desejar.

Ressalva: A Bendita barraca do beijo que todo mundo já entendeu que é ali que o fervo acontece aparece somente fazendo uma pontinha.


De maneira geral, o filme cumpre o seu objetivo, uma comédia romântica teen com resolução fáceis, óbvias mas satisfatórias para quem assiste. Um beijo para quem colocou no filme a cena linda entre Rachel (Meganne Young) e Elle, sororidade minha gente.


E o futuro?


Ao que tudo indica, teremos sim um Barraca do Beijo 3,já que a Dona Netflix deixou uma pontinha solta ali de leve.

A Barraca do Beijo 2 está disponível na Netflix.



0 comentário