Buscar
  • @tonfabricio

Análise | A Desordem que Ficou - Uma minissérie fraca e cansativa


Produções espanholas tem arrasado cada vez mais e conquistando muitos fãs internacionais, principalmente na Netflix. Obras como La casa de Papel e Elite, sem dúvida, já são novas referência de séries de sucesso. Entretanto, não é o caso da nova produção do streaming: A Desordem que Ficou. Se vocês esperam um suspense eletrizante, eu já adianto sobre algo morno e um tanto sem lógica em alguns momentos.

A desordem que ficou

Acho que o título faz jus ao seriado, pois quase todos os personagens passam por algum tipo de desordem e sua vida, embora o suspense siga apenas um caminho. Além disso, a minissérie espanhola aborda conflitos sexuais, conflitos familiares, drogas, casamento em crise, prostituição, luto, rejeição, traições e segredos. Dentre tantas desordens, a história intercala entre duas protagonistas, Raquel (Inma Cuesta - La Novia) e Viruca (Bárbara Lennie - Petra). Raquel é uma professora de literatura recém-chegada na cidade, onde começa a dar aula em uma escola para alunos muito perturbados (uma sessão de terapia para cada cairia bem). Raquel é uma mulher mais retraída e incapaz de botar ordem na sala, sendo alvo de críticas, piadas e até ameaças pelos estudantes.

Raquel veio substituir Viruca, uma antiga professora muito querida pela classe. O motivo de sua substituição foi o fato dela ter sido achava morta em um lago, onde supostamente se matou, embora tudo leve a crer que ela foi assassinada. Ameaçada, Raquel se vê tentada a descobrir o que realmente aconteceu com Viruca, além de investigar sobre a identidade de quem a atormenta, encarando uma busca implacável por respostas.

Um seriado cansativo

A Desordem que Ficou tem apenas oito episódios, mas consegue ser arrastada dando vontade de parar de assistir a qualquer momento. Além disso, a produção não oferece nada novo, apenas o velho clichê onde todos parecem ter culpa no cartório, fazendo caras da maus, porém com dramas rasos demais para convencer. A minissérie é chata e cansativa, com momentos até mesmo sem sentido. Inclusive o desfecho eu achei previsível demais. Tem aquele ar de “já vi algo desse tipo por aí”.

Talvez a produção tivesse convencido um pouco de rolasse um grande plot twist, mas nem pra isso serviu. Talvez a única parte boa é saber que tem começo, meio e fim, ou seja, não veremos novas temporadas (ufa!). Pessoalmente eu adoro romances policiais e suspenses, porém A Desordem que Ficou não supriu nenhum pouco as minhas expectativas.

Concordam com a análise?? Descobriram a pessoa por trás de tudo?? Comentem!!

0 comentário