Buscar
  • @tonfabricio

Análise | A Maldição da Mansão Bly - Um seriado perfeitamente esplêndido!

Atualizado: 26 de out. de 2020

Após o incrível sucesso de A Maldição da Residência Hill, finalmente recebemos de presente A Maldição da Mansão Bly. Se a primeira saga te pegou de jeito e te surpreendeu no drama familiar, meus amigos... Nessa nova trama vocês vão chorar e se arrepiar! Já aviso que A Mansão Bly está perfeitamente esplêndido! Além disso, o seriado é inspirado no livro A Volta do Parafuso, de Henry James.

A temporada gira em torno de Dani Clayton (Victoria Pedretti - You), uma jovem americana que foge para a Inglaterra e é contratada para cuidar da sobrinhos órfãos de Henry Wingrave (Henry Thomas - E.T: O Extraterrestre) em uma mansão, após a trágica morte da antiga au pair. Além dos irmãos sem pais, Flora Wingrave (Amelie Bea Smith - Peppa Pig) e Miles Wingrave (Benjamin Evan Ainsworth), a residência também conta com a governanta Hannah Grose (T'Nia Miller - Sex Education), o cozinheiro Owen (Rahul Kohli - IZombie) e a jardineira Jamie (Amelia Eve - Enterprice).

Apesar da calmaria, a mansão esconde segredos sombrios que envolvem amor, tristeza e ódio. Aos poucos, a vida naquele local vai se tornando um pesadelo devido alguns espíritos que vivem ali. Se vocês tem medo de seriados sombrios, fiquem calmos, pois a produção é mais dramática e emocionante do que assustadora, ou seja, perfeitamente esplêndido!


Tão boa quanto A Maldição da Residência Hill?


A Residência Hill ganhou meu coração. Eu não imaginei que A Mansão Bly pudesse ser tão boa quanto, afinal, o filme Os Órfãos também é inspirado no mesmo livro, porém foi massacrado pela critica na época, recebendo APENAS 11% de aprovação no Rotten Tomatoes.

Por outro lado, o seriado esta com 87% de aprovação no mesmo site. Qual a chave do sucesso? ABSOLUTAMENTE TUDO! Os cenários são ricos no detalhes. Assistam olhando no fundos, pois os produtores fazem questão de colocar objetos dando a impressão de serem vultos parados (alguns são fantasmas mesmo) e portas abertas que quase se fecham entre uma cena e outra.

Além disso, a paleta de cores frias e quentes é cativante! É notável o cuidado e carinho que todos tiveram para escolher as cores de acordo os sentimentos dos personagens. Embora quase não existam momentos de sustos ou medo, o drama e a sensibilidade da série se sobressaem. A Mansão Bly não é melhor nem pior que A Residência Hill, elas se igualam na perfeição, ou seja, é perfeitamente esplêndido!


Detalhes, detalhes e detalhes


Notem, percebam e observem! Cada detalhe em cada cena é extremamente importante e nenhuma fala é jogada fora. Nos episódios finais vocês vão falar: "Ah! Então é por isso que o Miles se comportava XXXXX", "Ah! Então essas bonecas XXXXX", "Então aqueles são XXXXX". Se não querem ser tão surpreendidos no fim, observem sem medo!

Outro ponto são as crianças um tanto quanto bizarras, cheias de atitudes que podem parecer mimadas, malvadas ou acima da idade deles. Porém tudo vai fazer sentido até o final. Mais uma vez, observem para entender a razão delas se comportarem assim, afinal, tudo é perfeitamente esplêndido!


Flashbacks bem inseridos


Sabem aqueles flashbacks mal feitos que confundem os telespectadores? isso não acontece aqui (por que choras The Witcher?). A cada episódio, a história dos personagens é mais explorada, para compreendermos a trama até chegarmos em seu fim. Entre cenas do presente e passado, tudo se encaixa impecavelmente.

Além de flashbacks, devaneios também acontecem. Os jogos de cenas, trocas de figurinos, os diálogos, absolutamente tudo é bem feito, intrigante e dá vontade de devotar o seriado todo sem parar, mesmo que sustos não ocorram. Um seriado Perfeitamente esplêndido!


Histórias de amor


A Maldição da Mansão Bly não é uma história de fantasmas, é uma história de amor. O amor de uma irmã, o amor de uma esposa ciumenta, o amor de uma mãe, o amor dito, o amor não dito, o amor correspondido, o amor não correspondido, o amor abusivo, o amor saudável, o amor com final feliz e o amor sem final feliz.

A Mansão Bly acaba com o sentimento de saudade. Vocês vão terminar querendo começar a ver tudo de novo. O último episódio dá um nó na garganta, aperta o peito e enche o olhos de lágrimas, porem vocês vão se pegar sorrindo à toa também. Essa produção deveria ser assistida por todo mundo, pois não decepciona em nenhum momento. Eu espero que os produtores continuem assim e façam muitas outras histórias. Eu já quero pelo menos mais umas trinta!


Afinal, tudo foi perfeitamente esplêndido!

Gostaram da análise?? Já maratonaram a série?? E gostaram mais ou menos que A Maldição da Residência Hill?? Comentem!!

0 comentário