Buscar
  • daianeohare

Análise | Borat: Fita de Cinema Seguinte - Uma comédia necessária

Atualizado: 27 de out. de 2020

Após mais de uma década do lançamento de Borat, Sacha Baron Cohen retorna para o papel principal em uma comédia que expõe o pior lado do ser humano de forma magistral.

No primeiro filme, Borat é um jornalista do Cazaquistão que é enviado para os Estados Unidos para documentar o estilo de vida dos americanos, o resultado é hilário e não poderia ser mais real, Borat expôs o racismo e a misoginia de maneira real e inusitada, que nos faria chorar se não fosse uma comédia.


O resultado desse falso documentário a gente confere nessa sequência, após o fiasco que foi a sua "cobertura" o Cazaquistão se tornou "persona non grata" e o Borat sofre as punições por ter colocado o seu país numa posição super constrangedora.


Com a ascensão de Trump ao poder, o líder do Cazaquistão decide então enviar Borat novamente aos Estados Unidos para que ele entregue um presente ao vice-presidente Mike Pence para que seu país volte a conquistar a simpatia da grande potência.

Repetir o sucesso do primeiro filme é uma tarefa árdua, já que a figura de Borat é agora conhecida mundialmente, e o longa explora justamente isso, assim como no primeiro filme, podemos ver pessoas civis que reconhecem Borat na rua, com sabedoria e talento de sobra, Sacha Baron Cohen consegue criar mais personagens, é um Borat interpretando outros personagens, parece confuso, mas é hilário.


Uma outra adição importante e uma grata surpresa é a escalação de Maria Bakalova para interpretar, Tutar, a filha de Borat, os dois quando em cena, dão um show de interpretação e química, com Bakalova chegando inclusive a fazer as mesmas caras e bocas que Borat. A inclusão de Tutar não é um mero acaso, ela enriquece e muito a narrativa no filme principalmente quando são levantadas questões sobre a mulher na sociedade.

Em pleno 2020 é triste perceber como as coisas pouco mudaram, ou na verdade, como o pior lado da humanidade está mais evidente do que nunca, Borat se faz necessário nos dias de hoje, no entanto, talvez a parcela da população que justamente deveria assistir ao longa e ver como suas atitudes e pensamentos são boçais sequer chegue perto do filme e de suas críticas afiadas e incisivas.


Borat é o retrato de como as coisas podem sim piorar em tão pouco tempo.



Borat: Borat: Fita de Cinema Seguinte está disponível no Amazon Prime Video.

0 comentário