Buscar
  • Carolina Mezalira

Análise | Clouds - Para aprender como aproveitar a vida!

O streaming Disney+ está bombando nos últimos tempos com suas produções originais desde que a nova plataforma do rato mais famoso do mundo desembarcou em terras brasileiras.


Desta vez estou falando do drama baseado na curta vida do jovem Zachary Sobiech, então se liga no trailer e logo após na análise do que achamos desse filme fofo!


Sinopse

Filme mais lindo, nunca vi!

O novo filme do Disney+ acompanha a vida do Jovem Zach Sobiech (Fin Argus) a uma apresentação no show de talentos da escola onde estuda. Com uma muleta e um gorro para disfarçar a ausência de pelos na cabeça e no rosto devido ao intenso ciclo de quimioterapia, o protagonista consegue entregar em poucos minutos, um resumo da sua personalidade: Carisma, descontração e acima de tudo, uma pessoa disposta a ajudar seus amigos sempre.


Porém um dia, antes de ir para o encontro com Amy (Madison Iseman), a garota dos sonhos de Zach, o jovem vê todos os motivos para a sua alegria de viver irem por água abaixo. Após uma cirurgia de emergência, seus pais são informados que o câncer que ele lutava a anos voltou com força total, tornando-o um paciente terminal, a partir desse fatídico dia que o aspirante a músico vê que precisa aproveitar ao máximo o tempo restante de vida, a partir dai ele começa a compor músicas, entre elas a música Clouds, que bateu recordes na plataforma Itunes.


Olha, que produção e elenco!!!

Casal lindo, né mores!

Zach é vivido por Fin Argus, um ator novo no meio cinematográfico, ele está perfeito no papel desde a caracterização até o carisma, no qual mostra que mesmo que ele esteja muito doente não perde seu senso de humor.


A melhor amiga, Sammy, vivida por Sabrina Carpenter já é conhecida do publico da Disney, ela está muito bem no papel como a amiga que está sempre lá para apoiá-lo, além da namorada, Amy, vivida por Madison Iserman são, de certa forma, o porto seguro do protagonista.


Os pais Rob (Tom Everett Scott) e Laura Sobiech (Neve Campbell), as irmãs Grace (Summer H. Howell) e Ali (Viven Edicott-Douglas) e o irmão Sam (Dylan Everett) possuem arcos próprios, além da relação com o protagonista e como a doença terminal de Zach afetou os demais membros da família Sobiech.

Tudo isso fica a comando de Justin Baldoni, o mesmo diretor do sucesso de Há Cinco Passos de Você, ele contou com a ajuda de Laura Sobiech, mãe do verdadeiro Zach durante toda a produção.


Além da direção esplêndida de Justin Baldoni, vale destacar o roteiro de Kara Holden, que mostra que apesar do jovem tentar sempre permanecer alegre, a trama retrata com uma sensibilidade e clareza os dois extremos que um paciente terminal pode passar em poucos minutos.


Nem tudo é perfeito!!

Surgindo Clouds!!!!!

Os telespectadores podem se sentirem um pouco desconectados do filme até metade da história, que é quando Sammy e Zach começam a compor músicas e fazer sucesso. Isso se deve pelo fato do início do longa ter um ritmo mais lento, porém depois do momento que eu disse anteriormente, o longa começa a deslanchar e vocês começam a torcer pelos protagonistas.


Clouds, anda lado a lado com a Culpa é das Estrelas e Há Cinco Passos de você!

O encerramento de um ciclo!

Apesar da história do novo filme do Disney+, falar sobre um adolescente que passa por alguma doença grave, o mesmo acontece em filmes como A Culpa é das Estrelas e Há Cinco Passos de você, além disso, ambos são baseados em pessoas reais.


Porém ao assistir Clouds eu vejo que apesar de ter os famosos clichês, conseguimos ver uma história que chega cada vez mais perto da realidade, além claro, da sensibilidade de mostrar que apesar do câncer o protagonista é apenas um jovem de 17 anos comum que quer viver o primeiro amor e coisas da vida cotidiana de qualquer adolescente na vida real.


Pós créditos

O verdadeiro Zach!!!!!

Quando parece que vai terminar o filme após 1h20min ainda tem surpresas como a família real de Zach que aparece em vídeos caseiros, além disso, os atores aparecem conhecendo quem eles interpretaram, isso acabou sendo crucial para a conclusão do longa.


Clouds é uma carta de amor a si próprio, mas principalmente a vida; esse filme fala sobre aproveitar o tempo como se ele fosse sagrado, igual aquele ditado ‘’aproveite amanhã como se fosse o último dia’’. Ele vai emocionar toda a família muito antes do clímax, com cenas intimistas e acolhedoras.


Já assistiu Clouds? Chorou em alguma cena? Comenta aqui em baixo


0 comentário