Buscar
  • Carolina Mezalira

Análise | Cobra Kai: 5 temporada – Ação e drama familiar na medida certa!

Aparentemente a rivalidade de Daniel Larusso (Ralph Macchio) e Johnny Lawrence (William Zabka) chegou ao fim desde que o rival Terry Silver (Thomas Ian Griffith) retornou para atormentar a vida dos Senseis, então a dupla teve que se unir para colocar um fim.... esse e outros acontecimentos vocês verão na quinta temporada de Cobra Kai diretamente na Dona Netflix.

Um novo ano, novos desafios...

O novo ano inicia quando Miguel (Xolo Maridueña) volta as suas origens a procura de seu pai, mas para a frustração do garoto ele não é exatamente aquilo que ele pensava, deixando todos preocupados, Jonnhy não descansa enquanto não encontra o mocinho. Por outro lado, após o desastre que foi o torneio da temporada anterior o Miyagi-Do teve que fechar as portas, oque faz Daniel procurar medidas desesperadas para acabar com Silver inclusive recruta Chozen (Yuji Okumoto) diretamente de Okinawa. Ao mesmo tempo que Lawrence tenta se reconectar com Miguel e Robby (Tanner Buchanan), visto que, eles virarão uma única família.


O passado veio à tona... (Atenção!!! Aviso de spoilers)

Parece que no quinto ano o passado de alguns personagens voltaram com força total para assombrar nossos queridos personagens, iniciando por Miguel que foi atrás da sua própria identidade ao tentar desvendar de onde ele veio; depois toda a juventude de Daniel e Jonnhy foi para água abaixo junto com a volta de Silver e por ultimo mais não menos importante quando Amanda Larusso (Courtney Henggeler) briga com sua amado, ela e seus filhos visitam sua mãe, no local ela encontra sua prima que revela toda verdade sobre Silver e seu marido, e o motivo disso assombrar tanto a vida dele.


Com todos os acontecimentos, a relação de Lawrence e Larusso demora a ser retomada, mas sem sombra de dúvida é a melhor coisa que aconteceu nos novos episódios, pois ela é introduzida de maneira certa. Ou seja, os ex-rivais juntam todas suas forças para um bem maior, fazendo com que o publico se apaixonam ainda mais pelo sensei Lawrence.


Lutas apenas como complemento...

Cobra Kai é um seriado que tem como plano de fundo a arte marcial Karaté, e possui várias lutas coreografadas que muitas vezes pode parecer marmelada. Contudo , no novo ano elas vierem em menos quantidade e mais interessantes, visto que, os combates estão mais secos e menos espalhafatosos trazendo uma realidade para os telespectadores.


Dramas familiares...


Em paralelo com a briga dos dois dojos, temos uma chuva de relações amorosas e familiares que vão deixar qualquer um com os olhos cheios de lagrimas, na temporada vemos como o bad boy, Robby, amadureceu e finalmente aceitou Jonnhy como seu pai. Em contrapartida, Lawrence acolheu Miguel como seu filho trazendo a tona seu lado paterno que estava escondido, fazendo ele evoluir como ser humano, sem falar que Daniel Larusso faz de tudo pelo bem da sua família, é lindo de ver sua relação com sua mulher e filhos: Samantha (Mary Mouser) e Anthony (Griffin DeCenso).


Nem tudo são flores!!!

O roteiro novamente derrapa por oferecer resoluções rápidas, como a busca de Miguel pelo seu pai, o desfecho é raso e o jovem fica deslocado durante toda a temporada, podemos dizer o mesmo para Samantha que inicia com um drama interessante com o resultado do torneio martelando na sua cabeça, porém isso é jogado de lado de forma repentina. Entretanto, ela tem um amadurecimento muito relevante ao lado da mãe.


Os amigos Eli e Demetri interpretados por Jacob Bertrand e Gianni DeCenzo continuam sendo os melhores personagens do núcleo jovem, porém na nova temporada eles não tem muito tempo de tela oque é um desperdício, já o oposto acontece com Ray (Paul Walter Hauser) que continua sendo um personagem chato que não acrescenta nada à narrativa. Suas cenas em excesso, acabam prejudicando o aparecimento de Mike Barnes (Sean Kanan) que retorna para colocar um fim no atual vilão.


Cobra Kai continua trazendo uma sensação de nostalgia gostosa para os fãs da franquia original, mas ainda assim agrada os mais novinhos. Com cenas muito boas de ação e drama familiar na dose certa, é diversão garantida!!! Com a sexta temporada já encaminhada, tudo indica que teremos muito história para contar.


0 comentário