Buscar
  • @tonfabricio

Análise | Desalma - Um misterioso seriado brasileiro

Desalma finalmente estreou na plataforma de streaming GloboPlay. A série brasileira que mistura drama, suspense e terror. Será que Desalma vale a pena? Confirma a nossa análise!

A história da série transita entre o passado e o presente no Sul do Brasil, em uma cidade fictícia chamada Brígida, fundada por imigrantes ucranianos. Tudo começa em 1988, quando a adolescente Halyna (Anna Melo) é morta durante o festival pagão de Ivana Kupala . Por conta dessa tragédia, a cidade passa a não comemorar mais o evento. Entretanto, em 2018, o local entra em consenso sobre celebrar novamente, porém eventos sobrenaturais começam a acontecer e a perseguir alguns dos moradores da pequena região.


Segredos


Ao longo dos episódios de Desalma, somos apresentados a alguns personagens, aos poucos percebemos que quase todos escondem segredos e angústias. A vida pacata dos cidadãos começa a ficar afetada ao se aproximar da data do evento. Por exemplo, porcos de uma fábrica começam a sumir sem deixar vestígios, sem contar um que se mata. Como se isso não fosse bizarro o suficiente, uma criança é atormentada por forças fora do comum, levando sua mãe Ignes (Cláudia Abreu) ao desespero.

Essas desgraças, dentre outras, estão ligadas as lendas desse povo. Dentro desse folclore ucraniano, conhecemos um pouco sobre as Mavkas, criaturas da floresta que um dia foram meninas que morreram afogadas. Além deste mito, Desalma nos traz Haia (Cássia Kis), uma bruxa muito sábia capaz de reverter até mesmo a morte. (palmas para a caracterização da atriz, pois ela está IMPECÁVEL!)

O que vocês precisam saber é que as consequências do passado estão refletidas no presente e que a morte cobra sua dívida. Todos aqueles que foram injustos na adolescência, terão que pagar, trinta anos depois. Sendo assim, Desalma é um suspense sobrenatural que mostra as consequências de mentiras e injustiças.


Uma originalidade copiada


Eu confesso que uma parte de mim estava empolgada com a produção e outra parte preocupada, pois, infelizmente, muitos brasileiros tem a "síndrome de vira-lata", onde se acham no dever de copiar ideias internacionais, jogar num liquidificador e bater tudo junto. Quando eu fico sabendo de seriados BR eu já me empolgo, mas fico relutante quando sei que é uma ficção, pois toda ficção brasileira que vi até agora, deixou a desejar.

Há alguns anos tivemos a série cancelada que poucos conhecem: Supermax, uma história sem pé nem cabeça, com furos de roteiro que misturava uma coisa meio American Horror History com Big Brother Brasil. Tivemos também o filme Condado Macabro, que mistura filmes de palhaços bizarros, O Massacre da Serra Elétrica e pelos menos duas temporadas de AHS. Não vou nem comentar Spectros e Reality Z...


Desalma, NOVAMENTE, comete esse erro. Embora a história seja muito diferente de Dark, as estéticas são muito parecidas. Além disso, a trilha sonora no final de cada capítulo lembra bastante Stranger Things.


A série quis trazer um mistério sobrenatural, mas faz um mix de cenas de filmes de terror estrangeiro, deixando a desejar. Alguns flashes e cenas com um cavalo preto se assemelham muito ao O Chamado, uma cena vergonha alheia de uma garota com as mãos na tv igualzinho a Poltergeist, cenas de uma criança perturbada com um boneco similar a pelo menos meia dúzia de produções, sem contar que eu não aguento mais (tanto filmes brasileiros como internacionais) cenas de crianças assombradas desenhado espíritos ou monstros com giz de cera ou lápis. Sério, produção? Isso é tão anos 90 e começo de 2000...

Outro ponto negativo sobre Desalma é o descaso com o sotaque. É possível contar no dedo os atores que se preocuparam em puxar um sotaque sulista para a obra, enquanto os outros só faltam falar "mexxxmo". É ridículo um simples detalhe não ter sido inserido na trama. Um exemplo de série perfeita é Justiça (confiram a análise aqui). Uma história que se passa no nordeste, onde todos os atores falam com o sotaque daquela região. A falta de sotaque me incomodou mais do que os clichês nos episódios.


Vale a pena ver?


Vale!! Mesmo com algumas falhas, Desalma se provou ser uma grande obra, além de levar nossas produções para um outro patamar. Os cenários e as fotográficas são incríveis, sem contar que contrataram atores realmente parecidos para interpretarem os mesmos personagens de diferentes épocas.

Além disso, o final de Desalma termina em aberto e já torço por uma segunda temporada. Eu espero que a continuação seja muitíssimo melhor e que venham novas bruxas e muito caos por aí!! Corram maratonar a série no GloboPlay!!

Gostaram da série?? Esperavam aquele desfecho?? Comentem!!



0 comentário