Buscar
  • @tonfabricio

Análise | Dirty John - The Betty Broderick Story

Atualizado: 26 de out. de 2020

Para quem achou que a série teria apenas uma temporada, se enganou, para a surpresa dos fãs. Embora a segunda temporada conte uma nova história real, a produção manteve o título Dirty John, adicionando apenas o novo caso: The Betty Broderick Story. Para quem não esta familiarizado com o seriado, ele lembra um pouco American Crime Story, pois traz casos criminais reais que já aconteceram, embora os crimes não sejam com celebridades.

A nova temporada narra a história do problemático divórcio entre Betty Broderick (Amanda Peet - De Repente é Amor) e seu marido Dan Broderick (Christian Slater - Mr. Robot), que eventualmente terminou em um duplo homicídio.


O caso real


Betty era uma jovem que conheceu Daniel, um jovem que se mostrou completamente apaixonado por ela e cheio de juras de amor. Iludida com promessas, a protagonista aceitou se casar, dando à luz a quatro filhos, dos quais Betty cuidava sozinha, para que seu marido estudasse e fosse atrás de seu sonho profissional.

Depois de anos, o senhor Broderick se tornou um advogado bem sucedido, mas seu casamento já não era como antes. O homem que colocava a sua esposa num pedestal, havia se tornado frio e indiferente. Como consequência, Daniel pediu o divórcio logo após assumir que estava tendo um relacionamento extraconjugal com sua secretária, Linda Kolkena (Rachel Keller - Legion).

Betty não foi capaz de aceitar o divórcio amigavelmente. Após perder a casa em que a família morava e perder a guarda dos filhos, a protagonista fez um inferno na vida de seu ex-marido, chegando até ser presa. Em um desses momentos de não aceitação, Betty roubou a chave de sua filha, entrou na casa de Daniel e acabou matando ele e sua nova esposa com um revólver.



Confira o trailer:


A nova temporada é tão boa quando a primeira?


Infelizmente não. Apesar de ter apenas oito episódios, a série fica um pouco cansativa e arrastada. A primeira temporada é um verdadeiro suspense, além de ter um final surpreendente. Em contrapartida, The Betty Broderick Story deixa a desejar, pois de cara já sabemos que a protagonista mata o seu marido, deixando as surpresas de lado.

Apesar de todos os males, a interpretação da atriz Amanda Peet é excepcional. Você consegue sentir a dor da protagonista e torce para que ela se dê bem no final, pois fica claro que Betty sofreu um relacionamento abusivo e não merecia passar por tudo que passou.


A primeira temporada esta disponível na Netflix e já estamos torcendo para ver a temporada de Betty também no catálogo.


E vocês também são fãs de seriados que contam histórias reais??? Conta ai pra gente!!!



0 comentário