Buscar
  • Mário Perazzolo

Análise | Ferida - Roteiro péssimo mas com boas atuações

Querida Netflix fechou seu mês de Novembro com um lançamento de um filme que foi transmitido em cinemas selecionados e ao mesmo tempo entrou na nossa amada plataforma e o filme se chama Ferida ou Bruised estrelado e dirigido por Halle Berry e na nossa análise de hoje, vamos falar sobre esse filme que tem alguns pontos a serem discutidos.

Roteiro péssimo e completamente arrastado


Ferida nos conta a história de uma ex-lutadora de MMA afastada do filho por muito tempo recebe sua ultima chance de voltar aos palcos e recuperar sua carreira, o roteiro é escrito pela estreante Michelle Rosenfarb.


Bom pela sinopse podemos ver que o filme vai ser bem direto no que quer mostrar, e nisso ele acerta por que podemos ver bem as dificuldades da personagem interpretada por Halle Berry, mas se perde em outros pontos que podia muito mais aprofundar para nos trazer uma história bem amarrada, mas é desperdiçado durante todo o filme chegando a ficar muito repetitivo e bem cansativo

Halle Berry tenta salvar o filme sendo o ponto mais forte dele


A atriz e também diretora do filme é o ponto mais forte do filme, nos trazendo uma personagem com uma densidade louca e sensações e emoções que nós como público podemos perceber das nossas casas (resumindo a gata deu o nome) todas as cenas de lutas, principalmente o confronto final é muito bem dirigido e as posições das câmeras é impecável além de novamente dar destaque a interpretação de Halle que literalmente incorporou uma lutadora

Pra fechar sinto que o filme tinha muito o que melhorar, principalmente pelo seu roteiro que tira um pouco o foco da atuação brilhante de Halle, mas não a ofusca 100% nos dando um gostinho de quero mais dessa maravilhosa nas telonas dos cinemas e ou nas nossas casas.


0 comentário