Buscar
  • @luigienricky

Análise | Free Guy - O filme que todo fã de games sempre sonhou!

Isso aqui não é What if...! da Marvel mas pense comigo. O que aconteceria se juntássemos The Sims, Fortnite e GTA com uma tecnologia de inteligência artificial super avançada onde os personagens pudessem se desenvolver sozinhos a ponto de tornarem-se uma vida artificial? Loucura né? Pois é sobre isso que se trata Free Guy, o que acaba se tornando pano de fundo pra uma lambança que te fará ficar com um sorriso de orelha a orelha durante todo o filme, independente se você é fã de videogames ou não!

Se você ficou tipo "WTF" com as imagens promocionais da Disney é por que tem muito que aprender sobre games!

Mais uma aquisição de sucesso da Dona Disney


Quando adquiriu a FOX, pareceu que era apenas uma tentativa da Disney de reunir todos seus super heróis sob o mesmo teto, uma vez que os direitos de X-Men e Quarteto Fantástico pertenciam a 20th Century Fox. Mas com o lançamento de Free Guy, pudemos ter uma noção mais ampla sobre esta união, uma vez que o filme tem uma linguagem mais adulta e piadas que seriam pesadas demais para a casa do Mickey ao mesmo tempo que tem muita cara de Disney, seja pelo visual colorido, personagens cativantes ou vilão exagerado. Junte tudo isso ao fato de que a fórmula Disney de contar histórias com base na Jornada do Herói também está presente aqui... Não tinha como dar errado!

Romance, ação, aventura, tiro, porrada e bomba? Check!

A jornada do Herói!


Guy (Ryan Reynolds - Deadpool) é um personagem de videogame que não sabe que é um personagem e que vive em um mundo onde dinossauros e robôs passeiam pelas ruas, bancos são assaltados diariamente e pessoas morrem todos os dias das formas mais absurdas possível sem que isso pareça estranho para ele ou para qualquer outro morador de Free City. Após a morte eles sempre acordam em suas casas vivendo suas rotinas normalmente e ninguém sente medo ou pavor.


A única regra que está na cabeça de todos é que ninguém pode conversar ou interagir com as pessoas que usam óculos escuros a menos que estes tomem a iniciativa. A maior diferença de Guy para os outros moradores de Free City é que ele não está muito feliz com a rotina e sempre sonhou em se apaixonar e ser feliz. Certo dia, ele se depara com aquela que com certeza é a donzela destinada a dominar seu coração, o único problema é que ela é uma das pessoas que usam óculos escuros. A partir daí, pronto para conquistar seu grande amor e ser feliz, Guy começa a agir de forma estranha contrariando sua programação para chamar a atenção de Molotov Girl (Jodie Comer - Killing Eve) a todo custo!

Onde é que eu tô? Será que to em Alagoinha?

Roteiro, Elenco, efeitos especiais e referências por toda parte!


Além dos já mencionados Ryan e Jodie, o filme conta com um elenco de peso! Joe Keery (Stranger Things), Taika Waititi (Thor Ragnarok), Utkarsh Ambudkar (Eu Nunca), Lil Rel Howery (Bird Box) e Channing Tatum (Magic Mike) além de uma enxurrada de participações especiais, algumas tão especiais que você vai dar um grito quando perceber, sempre fazendo muitas referências aos games e ao maravilhoso mundo de Disney como um todo.


Por falar em referências, elas estão espalhadas por todo o longa, mas é na batalha final (que é uma das melhores que já vi em toda minha vida) que os fãs vão à loucura. Assisti ao longa no cinema tomando as devidas precauções, e mesmo que tivessem meia dúzia de gatos pingados, a energia que emanou foi a mesma de quando o Capitão América finalmente disse "Vingadores Avante" após a euforia de todos os retornos em Vingadores Ultimato. Se a sala estivesse cheia, com certeza teria muitos gritos!


E para finalizar a santíssima trindade (ou quarteto) do longa, o roteiro entrega tudo que promete e mais um pouco. Em nenhum momento o filme fica monótono ou enjoativo, as cenas de ação são frenéticas, as de humor são hilárias e as de romance são românticas (ainda que cafonas, e ta tudo bem!). Mesmo que você não seja um super nerd, não é difícil de entender a história, embora fosse possível ouvir alguns casais explicando para seus pares o que significava cada referência, então pode ser que para alguém totalmente leigo, a experiência possa não ser a mesma.

Já falei o quanto o elenco é maravilhoso?

Free Guy está disponível exclusivamente nos cinemas e não deve demorar muito para chegar ao Disney Plus e HBO Max dado ao curto espaço de tempo que os últimos longas como Cruella e Space Jam levaram para estrear nos streamings.




0 comentário