Buscar
  • @airam_mont

Análise | Genshin Impact: O Zelda do PS4?

Atualizado: 15 de nov. de 2020

Lançado há pouco mais de um mês, Genshin Impact vem ganhando cada vez mais fãs. A fórmula é simples: um RPG de mundo aberto, gratuito para jogar, com micro transações. Ainda na dúvida se deve se aventurar no mágico mundo de Teyvat? Vem comigo nessa análise de um dos games mais promissores de 2020.


Um conto em expansão


O enredo gira em torno de dois irmãos que acabam sendo separados, em um mundo onde pessoas escolhidas pelos deuses são agraciadas com habilidades elementais. Sua missão é juntar a melhor equipe de personagens para desvendar os mistérios dos deuses criadores do mundo e só então, salvar seu irmão. Uma atualização com um novo capítulo da história foi lançado no dia 11, o que pode indicar que expansões para a trama principal podem ser lançadas futuramente.


É possível escolher jogar com o personagem feminino e o masculino.


Jogabilidade um pouco familiar


A proposta do jogo é ter um mundo aberto inspirado no de The legend of Zelda - Breath of the wild, onde você tem a possibilidade de explorar todos os ambientes, sendo possível até mesmo escalar montanhas e planar. Os poderes dos elementos completam a experiência: quantas vezes você já não morreu em BOTW ao ficar sem stamina para nadar? Em Genshin é possível por exemplo, congelar a água para caminhar sobre ela. Não é só na exploração que temos referência, também é possível coletar ingredientes e cozinhar como no outro jogo.



Ainda sobre os elementos, a mecânica está presente até nos combates: é importante conseguir identificar qual o atributo do inimigo, para usar algum personagem que tenha vantagem contra ele. Existe até a possibilidade de combinar poderes para causar danos maiores, só tome cuidado para não acabar anulando os efeitos de um elemento ao tentar combinar com outro. Ao todo são 7: Anemo (vento), Geo (terra), Electro (eletricidade), Dendro (Natureza), Cryo (gelo), Hydro (água) e Pyro (fogo).



As dungeons são bem simples, sem quebra-cabeças muito complexos, são mais focados na exploração e luta. Se alguma delas estiver muito difícil, é possível chamar um amigo para jogar junto e te ajudar a passar (a partir do nível de aventura 18). Aliás, algo que me incomoda um pouco, é a progressão da história por níveis, para desbloquear a próxima parte da história você precisa chegar ao nível recomendado. Pelo menos o jogo dá missões secundárias para isso. Sobre o multiplayer, bugs podem acontecer com uma certa frequência, como acabar com a perna grudada sobre a cabeça após um carregamento.


Personagens com estilos únicos

Durante a história podemos experimentar a jogabilidade de alguns personalidades, de acordo com que completamos missões, e o elenco é até descente, contando com mais de 23 personagens. Cada personagem é bem singular, mesmo que você tenha dois que utilizem a mesma arma, o estilo de batalha continua diferente, sem falar das habilidades, sempre diferentes.



Conseguir um novo personagem é relativamente fácil: basta utilizar moedas especiais para a mecânica de rezar, e então contar com a sorte, já que ao invés de personagens, itens podem ser obtidos. As moedas podem ser adquiridas em missões do jogo ou através de micro transações.


É incrível o trabalho feito pela produtora, fazer um jogo tão grande para ser jogado gratuitamente e em diferentes plataformas sem perder a qualidade. Jogar pelo celular entrega os mesmo gráficos do que jogar em um computador, por exemplo. Genshin Impact está disponível atualmente para Windows, ps4, Android e Ios. Versões para Nintendo switch e ps5 estão em desenvolvimento, ainda sem data de lançamento.


Prós

  • O jogo entrega o que promete, belos gráficos e uma boa jogabilidade;

  • Multiplataforma, você pode pode começar a jogar pelo Pc e continuar pelo celular, desde que tenha conexão com a internet;

  • Updates que adicionam conteúdos estão sendo lançados;

  • Gratuito para jogar.

Contras

  • Bugs podem acontecer principalmente ao jogar no multiplayer;

  • Sistema de desbloqueio da história através de "níveis de aventura";



0 comentário