Buscar
  • Carolina Mezalira

Análise | Meu Filho – Um suspense totalmente esquecido no churrasco!!!

Os fãs da sétima arte com certeza se surpreenderam ao saberem que, Meu Filho, novo filme da Amazon Prime, foi gravado inteiramente sem roteiro apenas com direcionamentos pontuais do diretor. Algo inusitado no meio cinematográfico e nele acompanhamos Edmond Murray (James McAvoy), um pai ausente, que se desespera ao receber a notícia trágica: seu filho de sete anos está desaparecido após ir a um acampamento.

Resta a ele unir forças com sua ex-mulher (Claire Foy) para procurar o menino com vida e colocar na cadeia os responsáveis por esse sequestro, ao mesmo tempo que tenta provar para todos ser um bom pai.


A ideia de não ter um roteiro é bom?

A produção ficou a cargo de Christian Carion, e é um remake homônimo do próprio diretor de 2017, porém desta vez ele tem atores americanos já no anterior tinha um elenco inteiramente francês. A ideia de deixar o protagonista solto na trama sem um script a ser seguido, pode soar perigoso, contudo, ele acerta em cheio, pois o público já pressupõe que a partir do momento que o elenco não se prende a um roteiro, a intensão é justamente passarem uma emoção mais realista possível aos telespectadores.


Conforme a trama avança, sem muitas explicações, Edmond (McAvoy) se vê em sua situação desesperada na procura do seu único filho e sem muito apoio. Com certeza um dos pontos negativos da história é justamente não desenvolver melhor as relações entre os personagens, principalmente se tratando de pai e filho desaparecido.


O desespero de Joan (Foy), mãe do menino, é mais impactante que o do próprio Edmond mesmo que ela tenha menos tempo de tela. Em certo momento, começamos a acompanhar toda sua jornada em terceira pessoa, com a câmera seguindo MCAvoy por trás dele isso facilita para que nos sentimos dentro da tela.


As Paisagens são lindas!!!

Não podemos negar que a escolha da fotografia foi maravilhosa, visto que, encontramos na nova produção uma Escócia escura, dando o ar de suspense que tanto procuramos, além de que, quase não usam planos abertos com a intenção de dar uma sensação de claustrofobia e passar para os telespectadores a angústia que os personagens estão passando.


Meu Filho até tem uma premissa boa para ser um filme de suspense que agradaria os fãs do gênero, mas ele é mal desenvolvido em sua construção, se tornando o próximo esquecido do churrasco e que dará sono ao invés de divertirem as pessoas que darão play.

Já assistiram Meu Filho? Gostaram? Não esquecem de seguirem o Fendageek nas redes socias para ficarem por dentro das novidades!

0 comentário