Buscar
  • marianafrancomague

Análise | Meu nome é Greta - Seja você a mudança que quer ver no mundo

Greta Thunberg, a jovem de 18 anos que desde 2018 vem atraindo cada vez mais atenção à crise climática que o planeta vem lidando a mais de 30 anos. Mas quem a vê discursando em grandes eventos globais, não imagina como é sua rotina e desafios diários.


O novo documentário do National Geografic vem nos mostrar a vida e o início da luta de Greta pelo planeta, Meu nome é Greta está disponível no Disney+ e você confere aqui nossa análise!




Exército de uma menina só


Vendo o tamanho do impacto gerado por Greta hoje, é difícil imaginar que sua jornada pela justiça climática começou em um protesto solitário em agosto de 2018 quando ela tinha apenas seus 15 anos, fazendo greve escolar para protestar em frente ao parlamento sueco para que as mudanças climáticas fossem discutidas nas eleições gerais naquele ano.


Depois de algum tempo Greta ganhou companheiros em seu ato, e com isso gerou uma repercussão na mídia de sua cidade Estocolmo, então as manifestações passaram a acontecer todas as sextas feiras com o mesmo propósito. A tag #FRIDAYSFORFUTURE ganhou destaque chamando a atenção das Nações Unidas, que convidaram Greta para discursar na próxima Convenção do Clima na Polônia em dezembro de 2019.




A pessoa por trás do fenômeno



Greta foi diagnosticada com síndrome de Asperger, um grau de autismo que faz com que a pessoa tenha dificuldade de se socializar e de comunicar, outro aspecto do Asperger, é o fato de a pessoa ter grande habilidade de se concentrar e se dedicar em um assunto especifico por horas sem ficar entediada, dai vem o afinco que a jovem aplica na luta contra a crise climática global. Se o espectador prestar atenção em certos detalhes de sua personalidade é possível notar tais nuances, como sua preocupação em fazer seus discursos de forma mais perfeita possível, ou como ela fica aflita quando algo não vai como planejado.


O documentário contém imagens inéditas da vida cotidiana de Greta e sua família, que é sempre muito presente na sua vida de ativista, seu pai Svante é quem a acompanha na maioria das suas viagens, as quais sempre foram uma questão de afirmação de seu discurso, pois nenhum de seus deslocamentos é feito com veículos movidos a combustível.




Seja a mudança que você quer ver no mundo



Uma das grandes frustrações que Greta comenta durante o documentário, é que quando ela fala com os grandes líderes mundiais, como Emmanuel Macron, presidente da França que se se encontrou com a ativista, ele sempre discursa palavras muito bonitas, e dizem admirar o que a nova geração está fazendo, mas que nunca fazem nada em relação a isso.


Então ela incentiva as pessoas a começarem a mudança pelos próprios hábitos, Greta e sua família não consomem carne e nem laticínios, além de fazer qualquer deslocamento necessários com veículos movidos a eletricidade, Greta decidiu isso após um período, ainda com 11 anos, que ela sofreu uma depressão intensa que a fez parar de estudar, falar e comer.


Tal mudança teve seu maior desafio em agosto de 2019, quando Greta e seu pai atravessaram o Atlântico de barco, indo ate Nova York para a Cúpula de Ação Climática da ONU, a viagem levou 2 semanas para ser concluída sem o uso de nenhum combustível fóssil.




A verdade incomoda



Greta inspirou milhões de pessoas ao redor do mundo, as quais seguindo a tag #FRIDAYSFORFUTURE passaram se manifestar, existiram protesto em todos os continentes do planeta, incluindo Holanda, Finlândia, Alemanha e Dinamarca.


Porém da mesma forma que Greta inspirou pessoas a lutarem, existe as pessoa que não gostam do barulho que ela causa e da pressão que faz sobre suas gestões de governo, alguns exemplos são o primeiro ministro da Australia Sccott Morrison, que disse “mais aprendizado e menos ativismo nas escolas”, e o nosso presidente Jair Bolsonaro sempre com algo útil a se dizer declarou, “como a mídia pode dar espaço pra uma pirralha dessas”.


Apesar das criticas e constantes ameaças de morte que recebe, Greta continua sua luta, e permanece protestando todas as sextas feiras, então já dizia Michael Jackson, se você quer fazer do mundo um lugar melhor, olhe pra si mesmo e então faça uma mudança.




Quer saber mais e acompanhar o trabalho de Greta? acompanhe #FRIDAYFORFUTURE, não deixe de conferir o Documentário Meu nome é Greta que está disponível no Disney+.


Confira também nossas análises:


Análise | Modern Love: 2 temporada - Preparados para se emocionarem?

Análise | The Bad Batch: 1ª temporada - Sou fã, então quero referências!

Análise | Cruel Summer: 1° temporada - Não confie em ninguém!!














0 comentário