Buscar
  • @luigienricky

Análise | Não Olhe para Cima - "Baseado em possíveis acontecimentos reais"

Confesso que não sou um grande entusiasta dos filmes produzidos pela Dona Netflix. De modo geral acho tudo bem abaixo da média e bem sem graça, mas caí do cavalo quando assisti Não Olhe Para Cima pois estava completamente disposto a não gostar e o que recebi em troca foi um belo tapa na cara e quando dei por mim, estava recomendando o filme para todos os grupos do whatsapp, especialmente naqueles que sei que tem bolsominion infiltrado!


Parece absurdo mas acontece!


O longa conta a história de Kate (Jennifer Lawrence), uma aluna super inteligente que descobre um cometa de proporções devastadoras que está em rota de colisão com Terra. Junto de seu professor Randall (Leonardo DiCaprio) eles contatam o órgão responsável para dar a notícia devastadora para que juntos possam elaborar um plano, desviar o cometa e salvar a vida de todos os terráqueos.


Depois de serem ignorados pela presidente e seu filho babaca (é impossível não se sentir representado sendo brasileiro) a dupla procura outros meios de divulgar a noticia catastrófica, entre eles, um programa de televisão. Durante a entrevista, os âncoras começam a tirar sarro e desviar do assunto principal - Todos vão morrer - O que tira Kate do sério fazendo-a surtar em rede nacional e passar a ser conhecida como a louca dos meteoros.


Para piorar a situação, Randall consegue receber a atenção da mídia por ser considerado um cientista gatão e passa a se render aos encantos da fama deixando de lado o que realmente importa.

Uma mulher tentando ser ouvida e se passando por louca, semelhanças?

Personagens odiosamente reais


Os personagens apresentados no filme são retratados da forma mais estereotipadas possível, mas o mais absurdo em relação à eles é justamente a facilidade que o espectador encontra ao associá-los à pessoas reais. Seja a presidente genocida - que sabe que a ameaça é real mas está mais preocupada com sua reeleição, seu filho babaca ou os jornalistas tendenciosamente negacionistas.


Junto desse monte de absurdos ainda está a população que é convencida a não olhar para o céu para não se preocupar com a ameaça que é̶ ̶s̶ó̶ ̶u̶m̶a̶ ̶g̶r̶i̶p̶e̶z̶i̶n̶h̶a̶ nem é tão preocupante assim... Um minuto de silêncio porque estou com vergonha de ser brasileiro...

Meryl Streep e Jonah Hill farão você querer quebrar a sua TV

Uma obra certeira


Em meio a uma noticia que deveria deixar a população em pânico, a mídia só se importa em falar do término do namoro de uma celebridade, dos escândalos sexuais envolvendo políticos e sobre o quanto aquela menina do meteoro é surtada. O roteiro deixa fácil para o espectador fazer conexões com o que vivemos no mundo real, principalmente nesse tempo de pandemia onde os políticos fazem de tudo para desviar a atenção do verdadeiro problema.


Muitas criticas sociais em relação a alienação midiática, drogas, feminismo, machismo, corrupção e tudo de mais absurdo que acontece no mundo hoje, são atiradas na nossa cara em forma de piadas e mesmo que sejam engraçadas pelo seu absurdo, não perdem o efeito de fazer o seu estômago embrulhar. É um filme perfeito para assistir com aquele parente que ainda acha que o presidente do Brasil é bondoso e honesto ou que acha engraçado musicas que depreciam a imagem da mulher.

Eu vendo o pronunciamento do Bozo dia 31

A Netflix ta de parabéns por fazer um filme sobre o que deveria ser obvio para todos mas que infelizmente não é, graças as táticas sujas de persuasão usadas por pessoas como a presidente Janie, Hitler ou o próprio Bozo. Que este filme sirva de lição e reflexão para todo mundo, principalmente para nós brasileiros que entraremos em ano eleitoral!

PS: O filme tem uma cena pós crédito maravilhosa, então vejam até o fim, ok?

0 comentário