Buscar
  • marianafrancomague

Análise | Noelle - Não é porque é da Disney que tem que acabar com felizes para sempre

Quem não ama esse clima de natal que fica no ar quando chega dezembro? A nossa maior alegria, são os filmes que vem junto com essa época, entre eles temos direto do Disney+ Noelle que estreou ano passado, mas como nem tudo são flores chegou somente essa semana aqui no Brasil.


PREMISSA


Noelle (Anna Kendrick ) é ninguém menos que a filha mais nova do Papai Noel, ela e seu irmão sempre ficavam acordados esperando seu pai voltar de sua viagem pelo mundo em uma noite, mas quando seu pai morre (matar o Papai Noel Disney, que maldade), é Nick (Bill Hader) o filho mais velho que deve assumir o manto do Noel.

Mas Nick claramente não tem jeito para o trabalho. Então Noelle na tentativa de animar o irmão, sugere que ele vá tirar o fim de semana de folga, mas o que ela não esperava é que o irmão fosse desaparecer, então ela parte em uma jornada ao mundo humano para resgatar o seu irmão para que ele possa ser o Papai Noel no Natal .


PROTAGONISTA PECULIAR



Normalmente os protagonistas de filmes de natal ou são muito otimistas, gentis e generosos, ou muito rabugentos e egoístas, Noelle não é nenhum dos dois, como parte da família Noel, ela nunca teve responsabilidades, e sempre foi muito privilegiada onde vive, apesar de achar que espalha o espirito do natal, ela espalha é o espirito do capitalismo, pois no início do filme a menina só pensa nos presentes e no seu próprio natal .


A JORNADA DO HERÓI TA DIFERENTE?


Um ponto muito positivo do filme é a evolução dos personagens, nenhum deles acaba da mesma forma que começou, cada pessoa que passa pelo caminho de Noelle o verdadeiro significado do Natal, deixando pistas ao longo da história, que vão nos levando até o desfecho final que em si é bem previsível, mas o que importa é o que o personagem fez para chegara até lá..



NÃO É PORQUE É DA DISNEY QUE TEM QUE ACABAR EM FELIZES PARA SEMPRE


No meio de sua jornada atrás de seu irmão, Noelle pede a ajuda de Jake (Kingsley Ben Adir), um detetive particular divorciado, enquanto ele a ajuda, Noelle da alguns conselhos sobre paternidade, já que o jovem fica igual barata tonta, quando o assunto é saber o que o filho Alex quer fazer ou comer, e rola um certo clima entre os dois durante o filme, mas nada além disso acontece, o que abre margem para uma possível continuação, ou é simplesmente um filme da Disney sem romance.



PÓS PRODUÇÃO É TUDO


A galera que fica atras das câmeras é responsável por grande parte da construção da atmosfera natalina, podemos facilmente pegar a trilha sonora desse filme e colocar pra tocar na véspera de natal, pois vai de Justin Bieber até a rainha do natal Mariah Carrey, os cenários do Pólo norte são encantadores, a fotografia nem se fala, então junta a família, liga no Disney+ que todos vão se divertir.


0 comentário