Buscar
  • Carolina Mezalira

Análise | Olá, Adeus e Tudo Mais - Um chichêzinho sem Novidades!

Realmente os streamings, principalmente a Netflix, está investindo pesado em adaptações literárias, visto que, notamos que esse nicho é oque mais dá retorno financeiro para as produtoras. Além disso, esse gênero faz um sucesso gigantesco entre o público jovem, contudo será que o longa Olá, Adeus e Tudo Mais surpreende ou é apenas mais um clichê adolescente.

Sinopse

A nova produção é adaptada do livro homônimo da escritora Jennifer E. Smith e acompanha os jovens Claire (Talia Ryder) e Aidan (Jordan Fisher), que se conhecerem no último ano do ensino médio e engataram em um namoro. Porém, tem um empecilho no meio disso, a garota quer terminar com ele antes de ingressar na faculdade para assim não levar um relacionamento a distância, visto que, ela tem medo de acontecer o mesmo que aconteceu com seus pais na juventude.


No entanto, ambos não esperavam que o sentimento entre eles fosse tão forte a ponto de fazer Aidan utilizar seu último dia desse período para convencer Claire a manter o relacionamento mesmo que estejam a quilômetros de distância um do outro.


O que tinha tudo para ser um encontro épico, relembrando os piores e melhores momentos do casal, acaba abrindo margens para inúmeras discussões e os planos começam a despencar ladeira abaixo se tornando não muito interessante para os telespectadores acompanharem.


Futuro programado...

É comum nos Estados Unidos os adolescentes ao terminarem o colégio, se mudarem para viver nas famosas universidades, isso quer dizer longe das suas famílias e possíveis amores. Mas convenhamos ninguém programa um futuro tão certinho, e aqui fica claro que Claire se sente insegura sobre esse passo na sua jornada e se deve realmente manter um relacionamento com Aidan, mesmo que o ame tanto.


Percebemos que apesar do filme ter apenas 1:30 de duração notamos que o diretor faz de tudo para que os telespectadores já comecem o filme torcendo para que a protagonista mude de ideia, já que é importante ter um planejamento em qualquer época da vida, no entanto parece que a adolescência torna tudo mais difícil.


Elenco...

Claire é a típica personagem sem sal de qualquer produção teen e sem grande desenvolvimento em grande parte pelo roteiro fraco e em outra por ela ter um plano e não abrir mão dele em momento algum demostrando assim seu lado egoísta e mimado durante todo o filme, seja em relação a Aidan ou sua melhor amiga.


Jordan Fisher, um dos galãs preferidos da geração atual, no auge dos seus 28 anos talvez esteja ficando velho para filmes adolescentes. Mesmo que ele ainda consiga entregar uma performance ok para o adolescente Aidan, contudo seria interessante vê-lo em produções mais adultas assim conseguiremos ver mais do seu talento.


Olá, Adeus e Tudo Mais é mais um filme adolescente com uma história básica que diverte, emociona e distrai os telespectadores em um dia de lazer, mas não deixa de ser mais do mesmo.


Já assistiram Olá, Adeus e Tudo Mais? Gostaram? Não esquecem de seguirem o Fendageek nas redes sociais para ficarem por dentro das novidades!


0 comentário