Buscar
  • @tonfabricio

Análise | Perseguição na Neve - Um filme que não agrada nem quem é cringe

Lançado hoje (02) direto nas plataformas digitais Claro Now, Vivo Play, Sky Play, iTunes/Apple TV, Google Play e Youtube Filmes, Perseguição na Neve é um suspense que acompanha Jim (Tom Berenger), um homem solitário que passa a ser perseguido por criminosos após assassinar uma integrante do grupo acidentalmente. Com o dinheiro dos bandidos em suas mãos, Jim usa suas habilidades de militar para sobreviver e se livrar dos malfeitores.


Confiram o trailer:



Um filme enrolado demais


Contando com apenas uma hora e vinte e nove minutos, Perseguição na Neve praticamente só desenrola perto do meio, e aquela sensação angustiante de filmes de suspense, simplesmente não existe nessa produção. Grande parte da obra se resume em cenas com Jim caçando, voltando para seu trailer, tomando seu café numa lanchonete e enfrentando seu vício contra o álcool dia após dia.



O núcleo possui alguns atores e nenhum deles é muito bem desenvolvido e é desesperador ver os personagens dentro de um roteiro tão pobre. Um dos exemplos é o protagonista, que é culpado pela morte de sua filha, porém não exploram essa situação traumática. Além disso, Jim é sozinho no mundo pois seu outro filho não quer nenhum tipo de contato com ele, que também é uma informação irrelevante. Nada é aprofundado nesse universo.


Para deixar ainda mais sem sal, conhecemos Debbie (Kristen Hager), a garota bonita de filmes clichês que não vê rumo na vida e trabalha numa lanchonete servindo café. Em seu drama, ela tem problemas com o marido e sua filha possui uma doença rara, e adivinhem só? Nada disso é abordado, apenas informações aleatórias são jogadas para cobrir as lacunas de um suspense medíocre com um pouco mais de oitenta minutos.


Nada faz sentido!


Neste momento estamos no inverno, época onde colocamos duas ou três blusas e parece que até andar dá trabalho. Agora imaginem se vocês estivessem na neve atolando os pês, e pra piorar, imaginem que vocês fossem um senhor na faixa do setenta anos. Pois bem, o personagem é um senhor doente que mal consegue respirar de tanto que fuma, entretanto ele é capaz de "correr" e despistar os bandidos diversas vezes. Pasmem.


Grande parte do cenário se passa de dia em um campo aberto com árvores sem folhas, porém, não sei como, os roteiristas acharam que fazia sentido alguém se esconder de quatro homens saudáveis e bem mais novos.



A historia é tão perdida, levando para a impossibilidade de analisar se o Jim quer o dinheiro ou não, se quer matar ou não, se tem um plano ou não. E até quando você acha que o filme vai surpreender com uma grande armadilha, somos impactados com momentos de vergonha alheia, vulgo cringe.


Quando eu li a sinopse do filme eu fiquei intrigado em ver, entretanto é decepcionante. Não consigo lembrar de absolutamente nenhum momento épico, é apenas mais uma produção levada ao esquecimento.

E vocês gostaram do filme?? Comentem abaixo e nos sigam nas redes sociais!!

0 comentário