Buscar
  • @tonfabricio

Análise | The Flight Attendant - Um seriado que não conseguiu decolar


Dentre muitos streamings / canais, a HBO sempre está entre as mais queridinhas, com suas produções criativas e não cansativas, como aquelas com muitas temporadas e episódios. Mesmo com sua popularidade, eu costumo brincar que a HBO tem dois estados de espírito: ou faz séries perfeitas e aclamadas ou faz algo tão ruim que dá vergonha alheia. Sendo assim, infelizmente The Flight Attendant se encaixa nas obras ruins, justo uma produção que fui com tanta sede ao pote.


Apertem os cintos!!


The Flight Attendant conta a história de Cassandra (Kaley Cuoco - The Big Bang Theory), uma jovem comissária de bordo um tanto egoísta que sofre de alcoolismo, vício desencadeado devido ao seu passado.


Dentre voos e hotéis luxuosos, a protagonista acaba se envolvendo com Alex (Michiel Huisman - Game of Thrones), um passageiro podre de rico a caminho de Dubai.

Alex e Cassandra (dá vontade, né, minha filha?)

Atiçada pelo perigo e luxúria, ela acaba se envolvendo com ele e ambos ficam juntos em um hotel. A partir daí, os momentos alegres se tornam um pesadelo, pois ela acorda ao lado do corpo morto de seu afair.


Sem se lembrar do que aconteceu na noite anterior e com muita ressaca (bebam com moderação), ela decide apagar os vestígios de sua estadia no local e foge, mesmo sem saber se ela teve culpa no assassinato do bonitão.

Após horas, o corpo é encontrado e a polícia passa a investigar quem esta por trás de tudo, levando The Flight Attendant é uma série investigativa com a proposta de instigar o telespectador sobre quem matou ̶L̶i̶n̶e̶u̶ e o motivo.


Uma série para usar como música ambiente


Sabem aquelas produções que ninguém liga pra história ou que já viram tantas vezes que ligam no canal só pra ter um som ambiente e ficam conversando com seus amigos (eu uso Friends pra isso)? The Flight Attendant é recomendado para esses momentos.

A trama pode ser atrativa para quem detesta pensar muito e não é exigente, pois os diálogos são rasos demais, não fazendo sentido em alguns (muitos) momentos, embora sirva perfeitamente para entreter. Até as interpretações dos atores são dignas de pena (Record, corre aqui!).


E a cada episódio, a história vai ficando cada vez mais esquisita. Quem exige um certo nível de coerência em produções, vai se frustrar! Eu confesso que me decepcionei demais, pois eles erraram feio (erraram rude!).

Além do drama ̶t̶e̶d̶i̶o̶s̶o̶ simplório, as cenas são fracas emocionalmente, não entregando absolutamente nada. Até mesmo o passado sobre os traumas de Cassandra e a razão dela se tornar uma comissária é tosca demais (HBO, você me prometeu!).


Pode piorar?


Sempre pode! A série termina com alguns pontos em aberto dando um gancho para uma suposta continuação. Se a primeira já foi ruim, imagine a segunda... Eu só não desejo o cancelamento, pois ninguém merece ficar desempregado neste momento de pandemia, então vamos botar esse elenco pra trabalhar!!

Cassandra no velório de Alex

Caso aconteça uma segunda temporada, eu já adianto que se eu for obrigado a ver para fazer outra análise, vocês que lutem pra pagar a minha consulta no oftalmologista, pois meus olhos poderão derreter.

Aproveitem para comentar, compartilhar e nos seguir nas redes sociais!!

0 comentário