Buscar
  • @danilomiguel08

Análise | Thor: Amor & Trovão - Uma patacoada sem tamanho!

Depois do seu renascimento em Thor: Ragnarok e sua evolução em Vingadores: Guerra Infinita e Vingadores: Ultimato, o que poderíamos esperar dessa continuação? A Análise completa de Thor: Amor & Trovão você confere agora!


Com uma cena de abertura que mostra a história de Gorr, logo em seguida nos é apresentado o status atual dos protagonistas, coadjuvantes e um breve resumo da história geral. Odinson e Korg se aventurando pelo espaço com os Guardiões da Galáxia, Valkiria lidando com a burocracia de ser o rei de Nova Asgard e Jane Foster lutando por sua vida após a descoberta de um câncer, além de receber uma dádiva que jamais esperava.


A estrutura narrativa do filme é confusa, deixando explícito que muita coisa foi cortada na versão final. Com piadas em quase todas as cenas, o longa se entende como uma comédia romântica e isso pode incomodar muita gente. Se no título anterior as piadas funcionavam e faziam as coisas andarem, aqui elas podem pecar pelo excesso. Os momentos do vilão tentam equilibrar as coisas com frio e escuridão, ao mesmo tempo em que as aparições da Poderosa Thor trazem flashes de esperança e melancolia. Enquanto a trama foca no relacionamento dos Thors e nos planos de Gorr, os coadjuvantes são deixados de lado e servem como muletas para pequenas explicações, situações, cenas de ação e alívios cômicos.

Um dos poucos momentos bons de Thor: Amor e Bundão... Digo, Trovão!

Thor: Amor & Trovão não é uma produção toda ruim, mas ele também não vai te levar pra lugar algum. Com uma profundidade fina feito papel e escolhas questionáveis de estrutura, os pontos positivos ficam nas mãos de Bale e Portman que claramente se divertiram em seus papéis - mesmo que Hemsworth, Thompson e Waititi entreguem muito também. Com participações especiais de Russell Crowe como Zeus e Jamie Alexander como Sif, a produção abraça a galhofa e te entrega uma produção colorida, bem fotografada e talvez difícil de defender dependendo do argumento. Com duas cenas pós créditos que deixam possibilidades abertas para o futuro do MCU, nos resta esperar para vermos o que vem por aí.


0 comentário