Buscar
  • @tonfabricio

Análise | Uma Invenção de Natal - Um filme magicamente perfeito

Com um pouco mais de um mês para o Natal, a Netflix já começou a disparar novos filmes em seu catálogo. Dentre longas ruins, medianos e bons, hoje eu trago a análise de Uma Invenção de Natal, uma obra que não se encaixa em nenhuma dessas qualidades citadas, mas a classifico com um adjetivo único: PERFEITO!

Com um elenco formidável, Uma Invenção de Natal nos apresenta Jeronicus Jangle (Justin Cornwell / Forest Whitaker), um sonhador dono de uma fábrica de brinquedos que sempre se supera em suas obras. Junto de sua família, ele consegue provar que tudo é possível.

Entretanto, seu ajudante Gustafson (Miles Barrow / Keegan-Michael Key) não se sente tão grande quanto seu chefe, por isso é instigado pelo brinquedo Don Juan Diego (Ricky Martin) a roub... digo, pegar "emprestado" o livro das invenções. Gustafson toma o livro para si e foge, se tornando o grande inventor. Devastado e sem esperanças, Jeronicus se torna um homem sozinho e amargo ao longos dos anos. Embora o senhor Jangle não tenha perspectiva para mais nada, com a chegada de sua incrível neta Journey (Madalen Mills), a magia e a fé voltam com força total!


Perfeição atrás de perfeição


Uma Invenção de Natal é encantador, lindo, emocionante e cativante!! Cada detalhe tem uma incrível delicadeza e cuidado. A produção se preocupou com tudo para que sentíssemos aquela emoção de Natal, mesmo nesse novembrão. O filme passa a impressão de ter sido feito pela Disney, pois é repleto de musicais, cenários lindíssimos, história bem amarrada e figurinos que eu já quero correr para comprar.

Além disso, a trama tem uma mensagem extremamente motivadora que alcança desde a criança até o mais velho adulto: NUNCA DEIXEM DE ACREDITAR! Após o filme, vocês vão querer rever os seus projetos antigos e vão deixar o pessimismo de lado e falar "eu também acredito!" Dentre alegrias, amores e perdões, Uma Invenção de Natal vai fazer vocês sonharem!! Há tempos que eu não assistia um filme de Natal tão fofo e bem feito como este e, acreditem, vocês vão se APAIXONAR!!!


Lados negativos do filme


Desculpe-me, não tem.



Quem estava por trás das câmeras?


A produção foi escrita e dirigida por David E. Talbert e contou com a trilha sonora original criada por John Legend, Philip Lawrence, Davy Nathan, Usher e Kiana Ledé. Sucesso não? O filme tem começo, meio e fim, mas eu espero que essa equipe ainda trabalhe muitos anos juntos, pois eu quero muito mais filmes encantadores como este!! Filme disponível na Netflix!!

Gostaram do filme?? Quais outras produções de Natal vocês amam?? Comentem!!

0 comentário