Buscar
  • marianafrancomague

Análise | Bom Dia, Verônica

Atualizado: 26 de out. de 2020

Fala aí Verônicas e Verônicos, a mais nova série nacional da Netflix Bom Dia, Verônica com Tainá Müller, Camila Morgado e Eduardo Moscovis estreou no último dia primeiro, o fendageek já assistiu e te conta tudo então cola na gente.


ÁREA LIVRE DE SPOILERS


PREMISSA


Caso você não saiba, Bom Dia, Verônica é uma adaptação do livro de mesmo nome escrito por Ilana Casoy e Raphael Montes, na série acompanhamos (obviamente) a história da Verônica, escrivã no departamento de homicídios da polícia, mas com espírito de detetive.


PROTAGONISTA FO#@


Tainá Muller dá vida a uma protagonista incrível, você entra por completo na história dessa mulher, que tenta de todas as formas ser uma esposa e mãe presente e ajudar o maior número de pessoas que ela puder, mesmo que isso não seja sua obrigação.


Conhecemos Verônica em um ponto onde ela já sofre com um trauma muito profundo, acrescentando mais camadas a personagem, Verônica não abaixa a cabeça para as injustiças do mundo, isso se torna mais presente quando ela se envolve em dois casos onde as vítimas são mulheres.


Um deles é de um golpista que atrai mulheres por um aplicativo de namoro, droga a vítima e rouba tudo que ela tem, o outro caso é de uma dona de casa que é abusada pelo marido que é tenente coronel da polícia militar, mas por trás da fachada de marido perfeito vive um serial killer perigoso.



ATUAÇÕES IMPECÁVEIS


Mais pra frente vamos falar com spoilers, mas pra quem não viu pode ficar sabendo que as atuações de Edu Moscovis e Camila Morgado são um show a parte, às vezes nem é preciso palavras para que você capte exatamente o que eles querem passar.


REALIDADE NUA E CRUA


Um dos grandes pontos positivos da série é como ela representa a realidade brasileira, a corrupção, o machismo encrustado. A personagem que melhor exemplifica isso é a Anita ou como eu a chamo, o ranço em pessoa, ela mostra o quanto uma mulher pode ser machista, e não fazer nada quando vê outra pedindo por ajuda.


UM SHOW ALÉM DAS CÂMERAS


Não são apenas os atores que dão show, a fotografia, trilha sonora e principalmente a direção de José Henrique Fonseca, que utiliza de ângulos de câmera que fazem o espectador imergir ainda mais na história, trilha sonora, paleta de cores tudo é um conjunto que funciona muito bem inclusive.



CADÊ O FOCO ??


Até o episodio 6 a história é muito bem amarrada, te prende e é focada nos dois casos que Verônica mergulha, porém nos dois últimos, parece que a série sacrificou o fim da primeira temporada para apresentar uma história que será abordada em uma possível segunda temporada, os casos iniciais não foram esquecidos mas não eram mais o foco, mas no geral o final foi surpreendente e satisfatório, deixando um enorme gancho para uma possível continuação.


AVISO IMPORTANTE


Antes de entrar nos spoilers toda a equipe do FendaGeek te aconselha, se você tem algum tipo de gatilho com questões como suicídio, abuso e violência, pedimos que assista com cautela, se não se sentir bem pare de assistir, cuide da sua saúde mental ❤️.


SPOILER ALERT !!!!!!!


PROTAGONISTA FO#@ PORÉM PERTURBADA


Como já falei Verônica é uma protagonista muito bem construída, mas tem momentos que você só quer entrar na tv, dar um chaqualhão nela e gritar AMADA SAÍ DAÍ!!.


Apesar de corajosa ela age muito impulsivamente sem pensar nas consequências, quem em sã consciência iria para o covil de um psicopata, longe de tudo, absolutamente sozinha ?? pois é a Verônica vai .


Um dos motivos de ela ser assim são os traumas que ela sofreu, quando encontrou a mãe morta supostamente assassinada pelo próprio marido e o pai quase morto, acusado de corrupção na polícia, ela própria tenta se matar na época.


Essas características todas se intensificam nos últimos minutos da série, onde Verônica sucumbe a todos esses fatores, teremos uma Verônica bem diferente se houver uma segunda temporada ( já tá demorando pra renovar Netflix ).

VILÃO COM V MAIUSCULO


Edu Moscovis encarnou perfeitamente o Brandão, desde a primeira vez que entra em cena e interage com Janete (Camila Morgado) fica claro que estamos vendo uma situação de relacionamento abusivo, a violência contra a mulher está ali, escancarada para todos seja verbal ou fisicamente, pelo modo de olhar dos dois, de se mover você consegue sentir!




Bom dia Verônica então disponível na Netflix!!







0 comentário