Buscar
  • @luigienricky

Emmy 2020 | Análise: Stranger Things

Seguindo com nosso apanhadão de séries indicadas ao Emmy 2020, agora apresentamos a neném do mundo, xodó da Netflix, primeira de seu nome e fonte inesgotável de referencias nerds que o povo do Fendageek muito que ama!

Elencão sem nenhum defeito


Uma série que faz barulho a cada temporada


Desde a primeira temporada, Stranger Things sempre foi daquelas séries que a gente devora e não vê o tempo passar. Isso se deve muito por conta do elenco talentosíssimo até as incontáveis referências para quem viveu nos anos 80/90 (nem tantas referências na 3 temporada).


Nos novos episódios a cidade de Hawkings enfrenta uma "nova ameaça" às suas vidas e seus filhos que sinceramente não parece preocupar tantos os pais pois nunca sabem onde as crianças estão, cadê a Xuxa pra brigar por essas crianças?


A divisão no núcleo principal tenta dar uma dramatizada nas relações das crianças mas falha miseravelmente, melhor pra nós pois fomos apreciados com o melhor núcleo dessa temporada com Dustin, Steve, Robin e a fada sensata e sem defeitos da Érica.

Não da pra não pensar em vocês!


Alguns personagens incomodam um pouco, especialmente o Lucas (que não tem personalidade nenhuma) e o Will que aparentemente aparece só pro espectador saber que o perigo está por perto devido ao arrepio que sente 273 vezes. É chato, sério!

Jonathan também está bem apagado nessa temporada, o que é uma pena. Mas nada disso faz a série ser ruim.


As cenas de ação são incríveis, os efeitos especiais estão decentes e é muito fácil você ficar sem fôlego com medo de que alguma coisa ruim possa acontecer aos personagens que aprendemos a amar tanto.

Núcleo aleatório que surgiu e roubou todas as cenas


Já os personagens amados, queridos e adorados continuam cumprindo bem os seus papéis, Eleven, Joyce, Hoper, Max e Billy arrasam muito e tem muito destaque, mas ainda é preferível o núcleo do Dustin, afinal, não se escreve América sem Érica.

A história, sinceramente B̶r̶i̶t̶o̶, não é tão surpreendente assim, mas isso não importa porque a série cumpre bem o seu papel de divertir e entreter. Que venha temporada 4!


Em relação às suas chances de levar o premio em 2020... Sem muitas expectativas na minha humilde opinião. Levando em consideração seu concorrentes e a narrativa que a série optou em sua terceira temporada, não acredito será dessa vez que Stranger Things levará o premio.

Meninas que se odeiam? Não, obrigado! A série é regada de muito amor e passa uma mensagem legal para o seu público jovem!


0 comentário