Buscar
  • marianafrancomague

Especial Disney+ | Era do Retorno apresenta uma visão contemporânea e definitiva para o futuro

Atualizado: 18 de dez. de 2020

Finalmente chegamos ao fim da nossa série Especial sobre os longa animados da Disney, ufa, que viagem!!! Depois de um período antiquado dos anos 30 (episódios envolvendo inúmeros preconceitos) passando pela revolução da forma de contar história, fortalecendo as heroínas e dando um propósito para além de donzelas indefesas, chegamos ao momento atual dos estúdios, onde o amor é uma consequência e não objetivo!

Bora conferir essa lista final!


A Princesa e o Sapo (2009 )


A Princesa e o Sapo tinha tudo que os grandes sucessos dos anos 90 carregavam em sua essência: História baseada em contos de fada, uma princesa como protagonista, números musicais, melhores amigos animais e muito mais, elementos que não apareciam juntos em um longa desde a década de 90, além do fator mais importância a representatividade de ter uma Princesa Protagonista Negra.


O longa segue Tiana, uma jovem esforçada que tem o sonho de abrir seu próprio restaurante que vê sua vida mudar quando ela transformada em uma sapinha.


Com orçamento de US$ 105 milhões ,o filme alcançou em bilheteria US$ 270 milhões, nada perto dos números astronômicos da década de 90, mas bem melhores que os seus antecessores da era Pós Renascença.

A Princesa e o Sapo foi o último filme 2D da Disney Animations Studios, o filme exalava o DNA Disney. Os criadores foram os mesmos de A Pequena Sereia e disseram que o ultimo filme feito a mão deveria ser de uma princesa, assim como o primeiro. O longa ainda teve duas músicas indicadas ao Oscar de Melhor Canção Original.


Enrolados ( 2010)

Angélica e Luciano Huck aos olhos da Disney


Repetindo a receita de sucesso o primeiro filme feito 100% em 3D também precisava ser de uma princesa, é claro! A intenção era que apesar de toda tecnologia empregada, ficasse claro o estilo Disney.


Apesar de não ser o primeiro filme da era, iniciou uma nova fase no modo de fazer animação, e ainda contava com a ilustre presença de Luciano Huck ( loucura loucura loucura ) na dublagem de Flyn Rider no Brasil. Você acha que o estúdio Nunca Errou ou Tem Ranço dessa decisão?


Toda essa expectativa se refletiu nos números, com investimento de US$260 milhões, o longa arrecadou mais de US$592 milhões e ainda levou pra casa uma indicação ao Oscar de Melhor Canção Original para a música "Vejo enfim a luz Brilhar".


Detona Ralph ( 2012)

Esse longa veio pra consolidar a Disney na era moderna, ambientando a história no mundo dos Videogames.


2012 foi o ano que a Pixar fez um filme se princesa e a Disney utilizou da premissa da Pixar de: "E se os videogames tivessem sentimentos?". O filme totalmente fora da casinha teve uma arrecadação de US$ 471 milhões, ainda teve a indicação ao Oscar e ao Globo de Ouro de melhor animação.


A dona do Mickey gostou de ser gamer e produziu uma sequência ainda mais ambiciosa, mas já que a gente chega lá, guenta coração.


Frozen: Uma Aventura Congelante ( 2013 )

Fria como o gelo que você deu naquele boy tóxico em 2019


Agora sim chegamos onde você estava esperando (não precisa disfarçar, eu sei). O longa que virou febre mundial, alcançando um sucesso maior que os próprios filmes da Era da Renascença inclusive tirando o cargo de bilheteria do Rei Leão!


Acredite se quiser, Frozen já passou pelas mãos do próprio Walt Disney, mas acabou engavetada devido ao complexo de se adaptar o conto original na época de Walt. A historia das irmãs Elsa e Anna tinham todos os elementos dos clássicos, personagens cativantes, uma história atrativa e canções muito bem pensadas. (Lérigou, Lérigou).


Se tinha a marca Frozen a gente ia querer fossem bonecos, livros, dvd, caderno, ou penico com a cara da Elsa.

Frozen: Uma Aventura Congelante arrecadou mais de 1 BILHÃO DE DÓLARES, se tornando a animação mais rentável da história conquistando ainda dois Oscars, um para Melhor animação e outro para Canção Original com o hino dos últimos anos "Let It Go".


Operação Big Hero (2014)


Depois do estouro que foi Frozen, a Disney precisava manter o padrão, então em parceria com a recém adquirida Marvel, lançou Operação Big Hero.


A intenção era repetir o conceito de Detona Ralph, misturando os elementos característicos do estúdio como a relação entre família atraindo assim os fãs de quadrinhos e super heróis.


O brilhantismo era o mesmo de Frozen apesar da narrativa e ambientação serem bem diferentes. Com um orçamento de US$ 165 milhões e uma receita de US$ 657 milhões, o longa trouxe mais um Oscar de melhor animação.


Zootopia: Essa cidade é o bicho ( 2016 )


O longa que tinha o mesmo estilo de animação de Robin Hood e inspiração direta no mesmo, um roteiro recheados de assuntos atuais e críticas sociais, mostrando a policial coelha Judy e o raposo Nick juntos tentando superar as diferenças para desvendar os mistérios de Zootopia.


Um longa com cenas de ação e perseguição muito bem feitas. O investimento foi de US$ 150 milhões e o longa ultrapassou a marca de 1 BILHÃO de dólares ( mas ainda não alcançou Frozen). Zootopia: Essa Cidade é o bicho trouxe mais um Oscar na categoria de Melhor Animação e ainda conta com Shakira na trilha sonora e na dublagem. Recentemente no Disney Investor Day descobrimos que o longa também ganhará uma série animada exclusiva do Disney Plus, eba!!!


Moana: Um mar de Aventuras ( 2016 )


Com os mesmos diretores de A Pequena Sereia e A Princesa e o Sapo, Moana: Um mar de aventuras também reunia os ingredientes do sucesso da Disney concretizando que a melhor forma de contar história é usando a jornada do Herói exaustivamente explorada nos filmes da Marvel e recentemente em Star Wars.


Era a terceira vez que a Disney lançava um filme com dublagem feita especialmente para o país que a história foi inspirada, outras ocasiões foram em O Rei Leão (que fizeram uma versão em Zulu) e Mulan (com uma versão em Mandarim). Para Moana a dublagem foi especialmente encomendada em taitiano.


Moana: Um Mar de Aventuras arrecadou US$ 643 milhões, o filme foi indicado a Melhor animação e a melhor Canção Original com "Saber quem sou", composição de Lin Manoel Miranda criador do ícone musical: "Hamilton".


WiFi Ralph ( 2018 )

A sequência do sucesso de 2012 era inda mais ambiciosa e pretendia fazer do vasto mundo da internet algo físico e visual.


Com a promessa de ter todas as princesas da Disney juntas e expandir o universo de Detona Ralph para além dos videogames, pudemos contar com um dos filmes com a maior quantidade de participações especiais da história dos estúdios. (Porque choras Vingadores Ultimato?)


Claro que a participação das princesas é essencial para a narrativa da história e o desenvolvimento de Vanelope como uma legítima princesa, mas é muito legal ficar caçando os personagens que apareciam esporadicamente na telinha além de apresentar uma mensagem super importante nos dias de hoje sobre relacionamentos abusivos!


O longa arrecadou US$ 530 milhões e foi indicado ao Oscar de melhor animação.


Frozen 2 ( 2019 )

O último filme do nosso especial é a tão esperada sequência do fenômeno de 2013, o longa veio e dividiu opiniões ao separar as irmãs que lutaram tanto para continuarem juntas.


A jornada mostram Elsa, Anna e seus amigos descobrindo mais sobre a Floresta Encantada e a origem dos poderes da rainha e a ligação com o passado de sua mãe. Também temos mais destaque para outros personagens e uma canção maravilhosa cantada por Kristoff que é uma excelente referencia para quem viveu os anos 90 com suas boy bands peculiares.


Frozen 2 ganhou o Oscar de Canção Original com "Into the Unknon" , mas foi belissimamente ignorado pela academia na categoria de melhor animação.


Com orçamento de US$150 milhões o longa atingiu a marca incrível de UM BILHÃO E MEIO DE DÓLARES quebrando seu próprio recorde.


Em breve teremos mais lançamentos que devem fazer parte da Era do Retorno também ou iniciar uma nova era nos estúdios Disney, quem sabe? São eles Raya e o último Dragão e Encanto.


Com isso encerramos essa série das Eras da Disney que deu um trabalhão viu? Conta pra gente qual sua Era e filmes Favoritos e confira as matérias anteriores:



Essa matéria foi escrita em parceria com o Luigi Leite











0 comentário